Anúncio Patrocinado


Um estudo realizado por especialistas da Universidade de Keio, no Japão, aponta uma descoberta de um sinal oscilante diretamente do meio da Via Láctea, galáxia que abriga o Sistema Solar.

Utilizando o telescópio Atacama Large Milimeter Array (ALMA), posicionado no território do Chile, os cientistas envolvidos perceberam sinais vindo do Sagittarius A*. O grande buraco negro é localizado bem no centro da Via Láctea, e recebe esse nome por estar próximo da fronteira entre as constelações de Sagitário e Escorpião.

Anúncio Patrocinado

Divulgada no site Astrophysical Journal Letters, a pesquisa indica que os astrônomos relacionam o sinal pulsante com a rotação de pontos do rádio do Sagittarius A*, que também pode ser entendido como uma fonte de rádio astronômica e compacta no meio da Via Láctea.

Essa não é a primeira vez que cientistas descobrem sinais saindo diretamente do Sagittarius A*. Sinais de radiação infravermelha e radiação X já foram identificados do buraco negro – mas os cientistas perceberam que o uso do telescópio ALMA permite com que aumentem a quantidade de sinais descobertos.
Um dos autores do estudo, o cientista Yuhei Iwata, comenta em nota que foram capazes de encontrar sinais do Sagittarius A* por um período de 10 dias, e 70 minutos diários.
É importante ressaltar que, apesar da descoberta, um buraco negro é incapaz de emitir sinais sozinho. A origem dos sinais vem dos discos de gases, poeira e outras partículas que podem ser encontradas contornando a região do Sagittarius A* e outros campos de gravidade.

A variação, além de facilitar para que os cientistas possam produzir uma imagem do Sagittarius A*, também auxilia os pesquisadores a entender o funcionamento do movimento de partículas no território espacial.



Fonte do Artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui