Ferrari celebra 90 anos na abertura da Fórmula 1 na Austrália

Tempo de leitura: 3 minutos


A Fórmula 1 completa 1.000 GPs em 2019 na temporada de número 70 de sua história. Mas uma equipe no grid pode dizer que tem história até mais tradicional que a própria categoria: a Ferrari. Na prova que abre o campeonato neste final de semana, em Melbourne, a escuderia italiana aproveita a ocasião para celebrar os 90 anos de seu início, com o comendador Enzo Ferrari em 1929.

As homenagens inclusive estarão estampadas nos carros de Sebastian Vettel e Charles Leclerc. A iniciativa partiu de um de seus principais patrocinadores, a Phillip Morris, que há 46 anos está com a Ferrari. Na pré-temporada, assim como no ano passado, o espaço nobre no capô que cobre o motor divulgava a campanha “Mission Now”, uma inédita iniciativa para promover um mundo menos dependente do cigarro – de acordo com a própria empresa tabagista.

“Pode parecer contraditório e nós entendemos a dificuldade que as pessoas tem em fazer esta associação, mas temos consciência de que a campanha Mission Now quer promover diálogo com de como a ciência pode melhorar a sociedade, e não promover produtos ligados ao tabaco ou nossas marcas”, disse Simon Dowding, diretor de comunicação da Phillp Morris à reportagem de Exame VIP em Melbourne.

As empresas tabagistas, que dominaram a propaganda e patrocínio na F1 nos anos 1980 e 1990, foram proibidas por diversos países até o banimento total nos anos 2000 de fazer campanhas nos carros da principal categoria do automobilismo mundial. Ainda assim, a Philip Morris manteve o patrocínio à Ferrari – agora, em novo formato com a divulgação de “Mission Now”. As autoridades australianas, no entanto, entenderam que o anúncio nos carros é uma ligação direta dos produtos tabagistas e a polêmica acabou rendendo a retirada do logo e a homenagem aos 90 anos.

Charles Leclerc, da Ferrari, em treino livre no GP da Austrália (15/03/2019)Getty Images

“Entendemos que os organizadores do GP da Austrália nos questionaram a respeito da promoção desta campanha, e, embora discordemos da decisão, decidimos celebrar os 90 anos da Ferrari com uma mensagem no carro”, disse Ricciardo Parino, vice-presidente de parcerias e eventos globais da Phillip Morris.

Outra marca de associação de décadas com a Ferrari celebrou a parceria histórica: a Shell. Em evento realizado na véspera do GP da Austrália no box da Ferrari no circuito de Albert Park, a empresa aproveitou para anunciar que 21% do ganho de eficiência da unidade propulsora da Ferrari veio dos combustíveis e lubrificantes fornecidos pela parceira técnica.

“Estes dados vieram de análise comparando os tempos de volta de um ano em relação ao anterior. Investimos mais de 21 mil horas trabalhando na inovação desta parceria técnica”, diz Guy Lovett, gerente de tecnologia da Shell Motorsports.

O bom desempenho do motor Ferrari em 2019 é uma das razões apontadas pela melhora da performance do time na briga com a Mercedes e também ajuda a explicar o bom rendimento de Haas e Alfa Romeo, que utilizam estes mesmos propulsores.

Leclerc e Vettel no GP da Austrália (15/03/2019)Divulgação



Link do Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *