Anúncio Patrocinado


Com cinemas fechados e produções paralisadas, os festivais de cinema também não puderam seguir adiante em meio à pandemia do novo coronavírus e a quarentena imposta ao redor do mundo. Se festivais no começo do ano ainda puderam ocorrer sem transtorno, como o Sundance, outros foram afetados, como o SXSW, cancelado, e o Tribeca, que migrou toda sua programação para o online. Recentemente, foi a vez do festival mais tradicional de todos, o de Cannes, a anunciar que sua edição presencial não aconteceria na riviera francesa.

A alternativa para Cannes foi se unir a outros 20 festivais consagrados, como os de Berlim, Locarno, Sarajevo e Sydney, para criar o primeiro festival internacional de cinema online, o “We Are One: A Global Film Festival”, que começa hoje (29) no YouTube YouTube.com/WeAreOne e exibe filmes e painéis de debate até 7 de junho. Toda a programação será gratuita. Produtores dos 21 festivais se reuniram para selecionar mais de 100 produções, de 35 países, entre filmes antigos e inéditas e de filmes de ficção a documentários e curtas-metragens.

Anúncio Patrocinado

Na mostra de filmes, onde 13 produções serão exibidas pela primeira vez e outras 31 serão exibidas pela primeira vez em uma plataforma online, um dos destaques é “Ricky Powell: The Individualist”, documentário sobre o lendário fotógrafo Ricky Powell e com entrevistas com Natasha Lyonne e LL Cool J. Outros filmes para ficar de olho são “Atlantique”, curta de Mati Diop que se transformou em longa-metragem de sucesso; “Ice Cream and the Sound of Raindrops”, filme do diretor japonês Daigo Mtsui filmado em apenas uma tomada; e “The Epic of Everest”, filme restaurado sobre uma expedição Monte Everest em 1924.

Nos painéis de debate, alguns ao vivo e outros de arquivo, os destaques serão as falas dos diretores Francis Ford Coppola, Guillermo Del Toro, Steve Soderbergh, Jane Campion, Claire Denis e Bong Joon-ho, este último dono de quatro Oscars por “Parasita”. O festival promoverá arrecadação de doações para a Organização Mundial da Saúde e para outras organizam que trabalham na luta contra a pandemia, como UNICEF, UNHCR, Save the Children, Doctors Without Borders, Leket Israel, GO Foundation e Give2Asia.



Link do Artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui