Sintomas de pressão baixa

Tempo de leitura: 4 minutos



Visão turva, fraqueza, pele fria, zunido no ouvido, vômito, náusea, sede, confusão e desmaio. Esses são sintomas de uma pessoa que sofre de pressão baixa ou que já teve uma experiência em que a pressão sanguínea baixou repentinamente. A hipotensão, como também é chamada a pressão baixa, pode ser um sintoma de alguma doença silenciosa ou de um problema no organismo. Por isso é preciso sempre consultar um(a) profissional da saúde que verifique a saúde de quem passa por essa experiência com frequência.

A pressão de uma pessoa é definida a partir da medida do fluxo de sangue que é bombeado pelas artérias. São dois os valores de referência para que um valor seja obtido e reflita quão baixa ou quão alta está a pressão de alguém. A pressão sistólica representa o primeiro valor , e é a maior intensidade de fluxo sanguíneo. A outra é a pressão diastólica, que traduz o momento em que o coração está se enchendo de sangue para bombear novamente, e é a mais baixa.

Os números são medidos em milímetros de mercúrio e geram resultados como 120/80, por exemplo. Nesse caso, a pressão seria de 12 por 8, como é normal para um organismo adulto. O que define a hipotensão é quando esse índice é mais baixo que 90/60 (9 por 6), representando uma queda brusca da pressão arterial ou um valor constante que não chega a 12 por 8.

pressão baixa

Você também pode gostar:

Em geral, pressão baixa é o reflexo de um problema no organismo. Existem condições médicas que podem fazer a pressão baixar repentinamente ou ser naturalmente baixa. Gravidez (sangue concentrado nas pernas), problemas no coração, hipoglicemia (pouco açúcar no sangue), hipotireoidismo (metabolismo lento), desidratação, perda grave de sangue, anemia, infecção grave ou reações alérgicas são exemplos de alguns desses problemas.

Uma pessoa que não sofre de algum desses problemas ainda pode sentir uma leve tontura ao levantar-se rapidamente depois de passar muito tempo sentada ou deitada ou ao ficar muito tempo em pé. No primeiro caso, é possível que a pessoa tenha hipotensão postural; no segundo, hipotensão neural mediada. Nestes casos, o sangue se acumula nas pernas e o coração bombeia mais sangue. No entanto o cérebro interpreta que a pressão está alta demais e tenta reduzi-la, gerando a queda de pressão.

Em idosos(as), é mais comum a hipotensão pós-prandial. É a queda de pressão depois de fazer uma refeição, quando o sangue se concentra no sistema digestivo. Nenhuma dessas condições é tão grave quanto a atrofia de múltiplos sistemas, conhecida como Síndrome de Shy-Drager. O sistema nervoso autônomo passa por danos progressivos até que as funções involuntárias do corpo sejam comprometidas. Desse modo, a pessoa terá hipotensão postural grave e pressão alta enquanto estiver deitada.

pressão baixa

Em dias de muito calor, as artérias ficam mais dilatadas e o sangue precisa de menos força para circular, o que baixa a pressão. Além das causas biológicas da hipotensão, existem causas emocionais. É comum que uma pessoa, em um momento de muito estresse ou de muita emoção, desmaie. Incapaz de bombear o sangue tão rapidamente, o corpo faz com que a pessoa perca os sentidos e fique em posição horizontal, permitindo que o sangue flua pelo corpo mais rapidamente.

Diferentemente do que muitas pessoas acreditam, ingerir sal ou açúcar não fará a pressão de alguém subir após uma experiência de desmaio ou tontura. Nessas situações, o ideal é que a pessoa fique deitada, com os pés mais elevados que a cabeça e que o coração. Ingerir líquidos em pequenos goles pode ajudar a aumentar o fluxo sanguíneo, resolvendo o problema.

Para evitar que a sua pressão baixe, algumas medidas que podem ser colocadas em prática: levantar-se com cuidado, ingerir líquido com frequência, exercitar-se, manter o travesseiro levemente elevado na hora de dormir e procurar sempre um(a) profissional da saúde quando sentir que esses episódios estão sendo recorrentes.

O post Sintomas de pressão baixa apareceu primeiro em Eu Sem Fronteiras.



Fonte do Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *