Anúncio Patrocinado


Quantas vezes você parou para refletir sobre você mesmo?
Tens o hábito de olhar-se no espelho e reconhecer suas limitações? Seus desejos mais secretos? Medos? Sonhos? Pensamentos negativistas? Qualidades? Habilidades?
Você se conhece bem? Reconhece suas angústias, aspirações, os gatilhos mentais que o sabota, e principalmente, a força que há dentro de você…?

Silhueta de mulher no mar, de costas para a câmera, com a água na altura de sua cintura. O céu está alaranjado e escuro.

Geralmente não costumamos pensar que, estar acompanhado apenas de nós mesmos, em momentos íntimos para um mergulho interior, desbravando a nossa essência, vai nos proporcionar um salto quântico nesta existência… o autoconhecimento é a maneira mais estratégica e eficiente de solucionarmos problemas, visto que é a forma mais simples e objetiva de ressignificar aquilo que nos bloqueia e nos libertar dos muros “invisíveis” e, aparentemente, indestrutíveis, construídos por nós mesmos.

Anúncio Patrocinado
Você também pode gostar

Momentos exclusivos com o nosso eu interior permitirão descobertas magníficas sobre nossa personalidade e nos permitirá a cura de nós mesmos… do egoísmo, ódio, da possessividade, raiva… controle, ansiedade, vaidade… e de tudo aquilo que está em desequilíbrio dentro de nós a fim de harmonizar nossas energias e nos resgatar em prol de uma vida saudável e sustentável, repleta de amor, paz, sabedoria e abundância!

Permita-se sentir, o melhor momento é AGORA, permita-se viver cada instante como se fosse o último, permita-se interagir e ter empatia para com o outro, mas principalmente, com você mesmo, permita-se ser resiliente, permita-se sonhar, desafiar-se, perdoar-se, lembre-se de que você é a pessoa mais importante deste universo e detém força e coragem para conquistar tudo aquilo que almeja!

Mulher sentada no topo de uma montanha, com um chapéu ao seu lado.

Siga em frente, firme e consciente em busca dos seus objetivos com leveza, lucidez, amorosidade e fé!

O post Permita-se apareceu primeiro em Eu Sem Fronteiras.



Fonte do Artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui