Anúncio Patrocinado



Para o fundador da psicanálise, Sigmund Freud, a consciência humana se divide em três níveis. Consciente, Pré-Consciente e Inconsciente. O primeiro nível representa a percepção; o segundo o material latente, passível de emergir consciência; e o terceiro é o conteúdo mais profundo da mente, difícil de ser acessado. Os níveis da consciência estão separados entre três entidades que formam a mente humana, o Id, o Ego e o Superego.

O Ego é uma parte da personalidade humana que cria uma espécie de máscara social, para que cada indivíduo consiga se adaptar ao meio em que está inserido. As outras partes compõem as características da personalidade. O Ego tem uma função harmonizadora, ele nos orienta a escolher com sabedoria, assumindo um papel de mediador entre os desejos do Id e a realidade do Superego. Essa parte em questão permanece entre as outras duas, alternando necessidades primitivas com os impulsos morais e éticos.

Anúncio Patrocinado
Você também pode gostar de:

Enquanto isso, a consciência é o estado normal de percepção. Todos os níveis dentro dessa categoria mediam e representam os aspectos de estar consciente, dessa forma o ser humano é capaz de detectar e reparar cada ação. A consciência é o sentimento e conhecimento que permite que o ser humano vivencie, experimente e compreenda aspectos do mundo, é a qualidade da mente que abrange a subjetividade, a autoconsciência, a senciência e a sapiência. Para diferenciar o Ego da Consciência, é simples, basta entender que o Ego é na verdade um nível que compõe os aspectos e as características do consciente, como uma forma de agir nos nossos impulsos e ações. Dessa forma, o Ego está dentro da Consciência.

Dedo encostando em um espelho.

Além dos significados dentro da psicologia, o Ego também é uma expressão para se referir aos defeitos e ao lado ruim de uma pessoa, uma falsa identidade de grandeza que define um indivíduo. Essa é considerada uma versão mais popular da palavra ego ou uma forma de definição para um ser egocêntrico. Nesse mesmo âmbito, a consciência é popularmente dita como uma forma de mostrar a clareza e lucidez de um indivíduo, a expressão “fulano está consciente de suas ações” é um bom exemplo para definir essa alusão à palavra consciência.

O post Como diferenciar o Ego da Consciência? apareceu primeiro em Eu Sem Fronteiras.



Fonte do Artigo

Artigo anteriorDébora Nascimento parece em flagrante com Lula e é humilhada pelo público após declaração: “Chego a ter ânsia”
Próximo artigoVeja a lista de filmes que estreiam nesta semana
Joana Sobrinho
Joana Sobrinho Inscreva-se 📽 Youtube Instagran Facebook Street Extreme ❌ 👻: joanasobrinho

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui