Anúncio Patrocinado


Quando você pensa que está acordada, mas na realidade você ainda está dormindo no capítulo mais importante da história, da sua história. Esse poderia ser o começo de um livro, porém, é o ponto de partida de um artigo que busca acordar a mulher que vive adormecida, mas adormecida em relação ao autoconhecimento.

Se lhe perguntassem qual é o maior tabu das mulheres, o que responderia? E o seu? Qual é o seu assunto tabu em relação a você? Há muitas questões tabus, mas há uma que se destaca e afeta, em maior ou menor grau, todas as mulheres: a sexualidade.

Anúncio Patrocinado

Essa questão representa uma grande contradição para a vida das mulheres. Todas elas querem viver a sexualidade com plenitude e com satisfação, acreditando que essa é a normalidade. Embora exista o desejo de abordar e viver essa parte da vida com naturalidade, o que traduz a sexualidade feminina são a vergonha, a incerteza e a falta de informação. É impossível viver livremente qualquer aspecto da vida se sentimos vergonha quando ouvimos falar disso. A sexualidade não é diferente.

A questão é: por que sentimos vergonha?

Mulher atrás de janela abafada.
Foto: Priscilla Du Preez

Porque a sexualidade representa ignorância e mentira, já que a realidade do que verbalizamos e precisamos demostrar aos outros é completamente diferente, um mistério, uma máscara que colocamos para sentir que nos encaixamos na suposta realidade social das mulheres com quem nos relacionamos, ou quem conhecemos. Se não sabemos tudo sobre essa parte da vida, se a desconhecemos, por que sentimos vergonha em vez de necessidade de aprender?

Aprender é o que acostumamos fazer quando temos interesse em um assunto, perguntamos livremente para nos informar, conhecer e assim crescer. A sexualidade, apesar de ser tabu, é uma questão tão antiga quanto a própria humanidade, que deveria ser pessoal e social ao mesmo tempo, porque, de certa forma, você fala sobre você e sobre seu corpo. Como estamos vivendo na era da tecnologia, presume-se que ainda seria mais fácil ter informações e conhecimentos sobre sexualidade.

Você também pode gostar

No entanto, esse não é o caso. Sentimos vergonha e medo de nos expor, porque não temos base para filtrar a informação, não sabemos qual é válida assumir como nossa. Pois o que acreditamos encontrar sobre sexualidade é na verdade sobre sexo.

Primeiro dado a ser levado em consideração: confundimos sexualidade com sexo, o que nos leva a pensar que realização sexual é obtida com outra pessoa. Esse é apenas o primeiro de muitos tabus dentro do próprio tabu que representa a sexualidade hoje.

A questão é, com tantas oportunidades para descobrir a sexualidade, por que ainda é enquadrada como tabu?

Porque você procura respostas fora e não dentro de você. Sexualidade é muito mais do que sexo, sexualidade é algo individual, que precisa ser conhecida a partir dessa abordagem, porque faz parte da natureza feminina. Para conhecê-la e realmente descobri-la, é necessário saber muito mais do que o corpo feminino e o sistema reprodutor feminino.

Dedos femininos adentrando em uma rosa.
Malvestida Magazine/Unsplash

Conhecer é muito mais do que saber que existe, também é necessário entender seus órgãos, a importância da sexualidade e suas necessidades energéticas, comportamentais e fisiológicas. A sexualidade requer um estudo aprofundado da energia corporal, emoções e como elas têm um impacto direto sobre como entendemos a sexualidade, sobre os preconceitos e ideias preconcebidas que geramos ao longo da vida, como a vivemos e como a sentimos.

A sombra em que é vivida, a vergonha que sentimos quando conversamos, perguntamos ou nos questionamos sobre a sexualidade feminina, nada mais é do que um tabu que impomos que nos limita quando se trata de conhecer o corpo, nos condiciona e não nos permite viver a sexualidade a partir do autoconhecimento e da plenitude.

Por onde começamos se realmente queremos aprender sobre sexualidade?

Entender que isso faz parte de você, tão importante quanto um órgão do seu corpo, ou a atitude que você tem ou como se relaciona é um passo fundamental para mudar o foco em relação à sexualidade. Porque ela é sua, individual, faz parte de você. É importante deixar de ocultar os bloqueios, rejeições, vergonha e outros em relação à sexualidade, pois além de afetar diretamente sua saúde, você se desconecta de muitas de suas qualidades, motivação, autoestima, etc., porque na realidade você não só se desconecta da sexualidade, mas sim de si mesma.

Que essa sombra atual se torne motivação para conhecer a ciência da natureza feminina: sexualidade.

Yolanda Castillo. Escuela Integral para el desarrollo humano.

O post A sombra da sexualidade apareceu primeiro em Eu Sem Fronteiras.



Fonte do Artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui